O desenvolvimento urbano está muito relacionado ao perfil do consumidor — o que se revela em um leque amplo de possibilidades para quem deseja adquirir um imóvel. Dos compactos aos modelos com infraestrutura completa, é possível acertar em cheio na sua escolha.

Você sabe como escolher um bom apartamento? A seguir, vamos apresentar as principais características para você prestar atenção antes de tomar sua decisão. Confira!

O conceito do apartamento de qualidade

A ideia do apartamento de qualidade por si já tende a nos remeter a um imóvel de preço elevado. Só que, com uma rápida pesquisa no setor imobiliário, você já percebe que o valor de um imóvel corresponde a diversos fatores.

Por exemplo: existem empreendimentos imobiliários que estão perfeitamente localizados, mas com pouco espaço interno. Ou, ainda, sem áreas comuns disponíveis.

É aí que entra a diferenciação: Apartamentos de qualidade buscam oferecer um nível de excelência elevado em cada um desses aspectos, o que aumenta não somente o seu padrão, mas o real valor agregado ao consumidor.

9 dicas para escolher um bom apartamento

Escolher um apartamento não é tarefa fácil. Afinal, são muitos aspectos que precisam de atenção para atender às necessidades de toda a família. Para ajudar, listamos 9 dicas para que você entenda quais são as particularidades de um apartamento de qualidade. Acompanhe!

1. Avalie o preço do m² da região

Apartamentos de qualidade costumam estar localizados em áreas onde o m² é mais valorizado do que em outros bairros. Por isso, convém avaliar se o preço está compatível com os locais de sua preferência ou se o valor do imóvel está sendo praticado em cifras exorbitantes, sem que haja uma lógica razoável por trás disso.

2. Observe toda a área privativa

Você não deve considerar apenas os eletrodomésticos inteligentes no seu futuro lar. A própria construção deve carregar um bom planejamento para garantir total funcionalidade, aconchego e distribuição harmônica do espaço interno.

Isso pode ser, inclusive, aprimorado com questões luxuosas bastante variadas, como:

  • apartamento duplex;
  • imóveis com dois andares e/ou pé direito duplo;
  • conceito de tophouses;
  • apartamento no conceito garden (que costuma estar localizado no andar térreo, com um belo quintal);
  • lofts;
  • studios.

Em outras palavras, tudo aquilo que fuja um pouco do convencionalismo de um projeto arquitetônico para apresentar aos consumidores um padrão distinto de construção.

3. Conheça bem ao entorno e a localização do apartamento

Como vimos no primeiro tópico, o preço é um indicativo apenas e não o todo que compõe um projeto imobiliário de qualidade. Até por isso, é importante identificar os arredores da construção para certificar-se de que se trata mesmo de um bairro nobre.

O bairro não precisa ser, necessariamente, tradicional da cidade. Existem, por exemplo, áreas em ascensão, com um desenvolvimento comercial elevado, com o planejamento urbano focado no crescimento local, entre outros benefícios. Assim, você sabe se investe em curto, médio ou longo prazo para desfrutar de um bairro muito bem alinhado ao elevado padrão de exigência que você busca para o seu imóvel.

4. Visite a área de lazer do condomínio

Convenhamos: os apartamentos conquistaram os seus adeptos há décadas por também oferecer atrativos de lazer, além da segurança dos seus muros e conveniências gerais desse tipo de construção.

Por isso, churrasqueira e piscina tendem a ser características comuns nos empreendimentos imobiliários. Um apartamento de qualidade oferece um leque tão distinto quanto amplo de opções de lazer aos seus moradores. Alguns exemplos:

  • sauna (seca e/ou a vapor);
  • academia e espaço fitness em área externa;
  • cinema;
  • piscina aquecida, coberta e/ou com raias;
  • centros de beleza;
  • salas de descanso;
  • salões de jogos;
  • espaços gourmet.

Esses são alguns exemplos, somente para ilustração. Há ainda outras opções que valorizam ainda mais toda a infraestrutura do condomínio.

5. Procure saber a respeito de serviços diferenciados

Convém avaliar o que o empreendimento oferece aos seus condôminos, para que eles se preocupem cada vez menos com as atribulações da rotina. A inclusão de água, gás e portaria 24h no condomínio já é algo bastante praticado no mercado. Por isso, é preciso ter atenção aos diferenciais.

Têm se tornado frequente as facilitações em forma de concierges (profissionais que ajudam os moradores com pequenas demandas do dia a dia), portaria com tags de segurança, serviço de manobrista ou mesmo massagistas presentes no condomínio.

6. Faça uma análise crítica da arquitetura do prédio

Não vamos nos enganar: um bom apartamento chama a atenção a metros de distância. E isso se deve ao cuidado estético dado ao projeto arquitetônico. Afinal, mais que comodidades, quem busca por elegância ao máximo também tem todo o cuidado em escolher um empreendimento à altura do seu senso crítico.

Pensando nisso, muitas construtoras têm usado a assinatura de arquitetos famosos para os seus projetos de elevado padrão. É algo que chama muito a atenção das pessoas e agrega mais valor de mercado ao empreendimento imobiliário.

7. Questione a respeito do acabamento do apartamento

Um apartamento deve vir acompanhado de um acabamento de primeira linha. Isso não se discute, considerando que a oferta de valor está condicionada ao máximo de critério para tudo o que compõe o imóvel.

Para isso, faça um criterioso diagnóstico nos pisos e paredes (das unidades e também das áreas comuns do edifício), nos materiais utilizados e até mesmo nas obras idealizados por toda a área do local.

8. Confirme se o apartamento faz bom uso de novas tecnologias

A tecnologia e a automação residencial tomaram conta do setor imobiliário, sendo diferenciais para considerar em um apartamento de qualidade.

E no que isso consiste? Basicamente, em áreas com sinal wi-fi nas dependências comuns, além de possibilidades de automação de processos para cada unidade. A exemplo disso, temos o controle à distância de lâmpadas, alarmes, aparelhos de ar-condicionado e portas e janelas, entre muitas outras novidades!

9. Cheque os diferenciais de iluminação também nas áreas comuns

Por fim, aproveite para fazer uma avaliação do tipo de iluminação usada nas áreas externas e privativas das unidades do apartamento em que você tem interesse. Pode parecer detalhe, mas a atenção à iluminação é de grande relevância tanto para agregar beleza e charme à composição como mais funcionalidade aos ambientes.

Considerando essas dicas, você vai ter todos os elementos à mão para tomar uma decisão certeira e, assim, comprar um apartamento de qualidade!

Que tal conhecer mais sobre projetos arquitetônicos de qualidade?

Foto: Vermont View Sorocaba