Há quem diga que comprar um imóvel não é um bom investimento financeiro. No entanto, como pode alguém afirmar que adquirir um bem durável é um mau negócio? Concordamos que você precisa avaliar cuidadosamente a proposta antes de injetar seu capital em uma habitação, mas com certeza vale a pena comprar imóvel.

Isso porque, além da estabilidade do investimento, que não vai sofrer com as flutuações do mercado financeiro, comprar imóveis não traz dor de cabeça no momento da transação. O processo tende a ser simples e ágil, desde que o comprador seja assessorado por uma construtora de confiança, é claro.

Para ajudá-lo a entender melhor esse assunto, vamos apresentar neste post as principais vantagens de adquirir uma propriedade — seja para morar, seja para investir. Também abordaremos os aspectos que você precisa considerar antes de fechar o negócio. Convidamos você a descobri-los conosco e valorizar o seu patrimônio!

Por que vale a pena comprar imóvel?

O investimento é seguro

Aplicar seu dinheiro na compra de uma habitação é uma opção segura em relação a outras formas de investimento. Mesmo diante de um cenário de crise econômica, um imóvel continuará gerando renda.

Por exemplo: desde que o Brasil entrou em recessão, muitas pessoas adiaram seu sonho de conquistar a casa própria. Por isso, a procura por imóveis de aluguel aumentou consideravelmente, e os proprietários dessas moradias obtiveram bons lucros.

Talvez alguns tenham receio de financiar um imóvel devido ao longo prazo que acompanha essa transação. Entretanto, caso o dono da habitação consiga alugá-la, a receita que vai obter com a locação cobrirá parte ou o total das mensalidades do financiamento.

O imóvel é um bem durável

A durabilidade é uma das grandes vantagens de se obter uma moradia. De fato, alguns desses patrimônios passam de geração em geração, estendendo para a futura descendência da família os seus benefícios.

Afinal, sempre haverá pessoas que desejam adquirir um imóvel para a sua família ou que precisem alugar uma casa para morar. Isso porque, devido a razões contratuais, muita gente não pode ou não quer ficar um longo tempo residindo no mesmo local. Sem falar naquelas pessoas que estão em fase de planejamento para a compra do primeiro imóvel e, enquanto se planejam, precisam morar de aluguel.

Ou seja, comprar imóveis é uma projeção de futuro. Para além da rentabilidade indiscutível, o investimento em propriedades pode funcionar como uma potencialização da sua aposentadoria. Tendo o imóvel como fonte extra de renda, não será necessário contar somente com a previdência oficial do INSS ou com um plano de previdência privada.

A aplicação é garantida

Alguns decidem que vale a pena comprar imóvel para revendê-lo no futuro a um preço maior. De fato, essa pode ser uma boa estratégia. Para ter sucesso nisso, é preciso levar em conta a localização da moradia, pois os imóveis próximos a shoppings, universidades e transporte público são mais valorizados.

Além disso, perceber o potencial de uma região pode fazer toda a diferença nos lucros futuros. Por exemplo, comprar uma habitação em um local que está em pleno desenvolvimento e onde estão sendo feitas muitas obras grandes (construção de condomínios, comércios, regiões de turismo etc.) é uma ótima opção.

Nesse caso, o proprietário, diante de um cenário econômico positivo, espera obter uma valorização de, em média, 15% ao ano. Por outro lado, mesmo em tempos de crise, é possível conseguir um bom lucro com a revenda de uma moradia.

O jornal Folha de São Paulo apresentou esse número positivo em um de seus artigos. Segundo a matéria, o preço do metro quadrado de uma habitação nova em São Paulo subiu 4,5%.

Isso significa que um imóvel que foi comprado por 500 mil reais, um ano depois foi revendido por mais de 522 mil reais. Ou seja, é um investimento muito mais certeiro do que várias opções do mercado financeiro. Em vista disso, vale a pena comprar imóvel, não acha?

A conquista do imóvel é o fim do aluguel

O que traz mais realização? Dirigir o seu próprio carro ou viver de carona? A resposta é bem óbvia! Da mesma forma, ter seu próprio imóvel é uma das conquistas mais gratificantes que você e sua família podem ter.

Acrescente nessa lista de benefícios o fim das parcelas de aluguel, que vencem mesmo que o seu orçamento esteja apertado. Como é bom não ter mais essa preocupação!

No entanto, alguns acham que essa não é a hora de comprar um imóvel, pois a economia brasileira não vai bem. Mas é possível fazer um bom negócio mesmo nesse período turbulento — basta ser perspicaz.

Nesse mar econômico instável, os corretores de imóveis estão jogando as “âncoras” em busca de sua sobrevivência. Em vista disso, para garantir o fluxo de vendas, os profissionais do setor imobiliário estão fazendo descontos mais atraentes.

Sendo assim, faça uma pesquisa minuciosa, visite os imóveis disponíveis no mercado, verifique a qualidade e a credibilidade das construtoras e imobiliárias, além de comparar o custo por metro quadrado — e não apenas o valor total de imóveis diferentes.

Também é importante verificar o que é entregue no imóvel para calcular corretamente os gastos que terá a mais em curto prazo. Reflita sobre as melhores condições de pagamento e procure ter uma reserva financeira para dar de entrada. Se fizer isso, com certeza vai valer a pena comprar um imóvel.

O benefício é de longo prazo

O mercado imobiliário é um setor muito importante para o PIB (Produto Interno Bruto) de nosso país, e possui uma particularidade muito marcante: ele nunca vai deixar de existir.

Conforme tem sido observado ao longo dos anos, a área de imóveis não fica paralisada por muito tempo. Basta lembrar-se da crise americana que ocorreu em 2007, conhecida como a pior crise imobiliária da história dos Estados Unidos.

Após várias medidas adotadas pelo governo do país, o abalo econômico foi resolvido no início de 2009, ou seja, pouco tempo depois. Já o cenário brasileiro é muito diferente. A demanda reprimida que ainda existe é enorme e o cenário do mercado imobiliário nacional é muito mais positivo que o americano, projetando um horizonte bastante otimista.

Segundo matéria da revista Exame, alguns fatores que contribuem para afastar as “nuvens negras” do ramo imobiliário estão sendo percebidos pelos economistas. Por exemplo, de 2015 para 2017 a inflação brasileira caiu de 10,7% para 7,2%.

Acompanhando essa tendência, segundo o Banco Central, o PIB brasileiro — que é um indicador muito importante para o aquecimento do setor imobiliário — tem previsão de crescimento em um futuro próximo.

O momento atual é propício para adquirir um imóvel

Outro benefício que mostra como vale a pena comprar um imóvel nesse momento é a queda no valor das propriedades. De acordo com o site InfoMoney, um relatório da Fitch Ratings (agência de classificação de risco) aponta que os imóveis terão uma queda nos próximos anos, ou seja, continuarão pelo terceiro ano consecutivo subindo abaixo da inflação do país. Desse modo, fica claro que essa é uma boa oportunidade para adquirir uma habitação.

Segundo a Fitch Ratings, tal tendência permanecerá assim por algum tempo. Portanto, esse é um momento de renovação, pois o ramo da habitação está analisando o que foi feito de errado e aprimorando os seus serviços. E por isso, quem decide comprar um imóvel pode esperar ter excelentes ganhos num futuro próximo.

O que considerar antes de fechar o negócio?

O imóvel ideal

Primeiramente, é necessário ter certeza quanto ao tipo de imóvel que está procurando. Até porque, você deseja um investimento duradouro, não é mesmo? Por isso, antes de começar a pesquisa nas construtoras e imobiliárias, saiba ao certo qual é a propriedade ideal para você.

Equilibrar os seus interesses pessoais e a rotina familiar é uma ótima dica para acertar na compra: quantas pessoas vão dividir o local? O que não pode faltar na residência? Os acabamentos são do seu agrado? E os atributos do condomínio?

Pensando nessas questões, fica muito mais fácil definir suas necessidades de compra. E aí vai ser moleza acertar na escolha, aumentando o seu patrimônio com tranquilidade e segurança. Aí é só curtir a melhor etapa: organizar a mudança, decorar o novo lar com a sua cara e chamar os amigos para o open house!

A reputação da construtora

Agora que você já encontrou o imóvel dos sonhos, é hora de se certificar sobre a reputação da construtora para garantir que está assinando contrato com uma empresa de confiança no mercado imobiliário. Para tanto, faça uma pesquisa exaustiva no site institucional do empreendimento, nas redes sociais e, sobretudo, na sede da própria instituição.

Conhecendo de perto o local, fica muito mais fácil saber se o negócio transparece segurança e idoneidade. Isso porque as construtoras credíveis e de grande visibilidade no ramo fazem questão de transparecer para o cliente que a transação respeita todos os trâmites administrativos legais.

Mesmo porque, se não fosse assim, o estabelecimento não teria um nome tão forte no setor de imóveis, concorda?

Os profissionais do atendimento

A performance do profissional que vai lhe orientar ao longo do processo de compra também diz muito sobre a legalidade do negócio. Profissionais experientes no ramo e com boa vivência de mercado auxiliam minuciosamente o comprador, desde o primeiro contato com a construtora até o momento final da entrega das chaves.

Em primeiro lugar, o corretor deve fazer de tudo para encontrar a propriedade que esteja em total acordo com os interesses e as expectativas do cliente. Além disso, é fundamental que ele esclareça todas as dúvidas que surgirem durante a transação de compra, desburocratizando o processo e descomplicando os trâmites administrativos com competência e agilidade.

A documentação do imóvel

A essa altura, sentar para refletir se ainda vale a pena comprar um imóvel é perda de tempo. Está mais do que claro que adquirir imóveis é um dos maiores investimentos que podemos fazer ao longo da vida, sobretudo devido à estabilidade e à rentabilidade do negócio.

E, diante de tamanha responsabilidade, não dá para colocar tudo a perder por causa de problemas na documentação do imóvel, certo? Preparar a papelada com cuidado é a chave para garantir a legitimidade tanto do vendedor quanto do cliente, assegurando uma transação livre de quaisquer pendências judiciais.

Sabemos que essa é uma tarefa chata e que exige paciência. Mas, se bater o desânimo, é só parar e pensar: é muito melhor perder um pouco de tempo organizando os documentos com calma do que precisar solucionar pendências judiciais depois de assinar o contrato.

Se você não sabe ao certo qual é a documentação exigida para a compra e como preparar os papéis, não se preocupe. Basta contar com uma construtora especializada e você terá todo o auxílio que precisa para desburocratizar o processo e agilizar a transação de forma segura e descomplicada.

As parcelas do financiamento

Por se tratar de um investimento de grande porte, é imprescindível que ele caiba confortavelmente no seu bolso, não é mesmo? Essa é a única garantia de que você não ficará com saldo no vermelho depois. Por isso, antes de assinar o contrato, estude seu orçamento com muita cautela e reflita sobre as condições de financiamento oferecidas pela construtora.

Nessas horas, é preciso colocar tudo na ponta do lápis para ponderar se o imóvel realmente corresponde às suas expectativas. Em caso positivo, e sem aperto no bolso, aí sim dá para fechar o negócio sem medo.

Quanto aos prazos, a maioria das empresas oferece financiamentos com prazos amplos justamente para você poder se planejar com calma e não correr o risco de ficar com a “corda no pescoço”.

Uma maneira eficiente de confirmar se determinado imóvel é, de fato, compatível com as suas necessidades e interesses, é avaliando seu momento de vida.

Pretende aumentar a família? Considera revender a propriedade no futuro? Ou deseja apenas alugar o local para torná-lo rentável? Ponderando todas essas questões, naturalmente você descobrirá porque vale a pena investir no imóvel em questão.

Viu só? Com essa leitura, não há motivos para duvidar que o investimento em imóveis é algo sólido e que traz consigo muitas vantagens, seja de imediato, seja em longo prazo — caso você deseje diversificar seu patrimônio e investir em propriedades para aluguel, por exemplo.

Então, aproveite que o atual momento político e econômico brasileiro nos apresenta um contexto muito promissor para quem está disposto a investir no setor de imóveis. Só não se esqueça da ressalva que já pontuamos: antes de fechar o negócio, é essencial contar com uma construtora de credibilidade no ramo. Assim, com certeza o seu investimento será um verdadeiro sucesso!

E aí? Finalmente está convencido de que vale a pena comprar imóvel? Então, conte os seus planos para a gente nos comentários!