Você já percebeu que, nos dias atuais, existe uma forte tendência do consumidor querer personalizar qualquer tipo de produto ou serviço? Esse desejo também acontece no mercado imobiliário, já que é comum o morador querer que o seu lar se adeque aos seus desejos e necessidades.

Para atender a essa demanda, as construtoras têm investido em empreendimentos com plantas flexíveis. Por meio delas, o proprietário consegue modificar a composição dos cômodos para adequá-los ao seu estilo de vida e o de sua família.

Assim, o apartamento proporciona mais conforto aos residentes, já que ele consegue se adequar ao que os moradores querem. Com essas mudanças, o imóvel se torna exclusivo, pois apenas existirá uma única unidade no condomínio que apresenta essa configuração.

Caso você queira saber mais sobre essa tendência, leia este artigo até o final e descubra o porquê das plantas flexíveis serem um sucesso no mercado imobiliário. Vamos começar?

O que são as plantas flexíveis?

Quando uma pessoa procura um novo lugar para morar, ela avalia vários fatores, como a localização, o custo do investimento, o padrão da construção. Contudo, em muitos casos, a disposição ou a quantidade de cômodos podem se tornar fatores de desagrado para o futuro morador.

Para evitar esse problema, foi criado o conceito de plantas flexíveis. Com ele, o proprietário consegue modificar a distribuição dos cômodos, podendo até mesmo diminuir ou eliminar algum quarto do apartamento.

Dessa forma, é possível adaptar o imóvel para atender ao tamanho e às necessidades da família residente. Dependendo do método construtivo, o morador poderá realizar diversas adaptações no apartamento para adequá-lo às suas condições atuais.

Suponha que um jovem casal que possui 3 filhos pequenos esteja procurando um apartamento. Como existe o desejo de que cada criança tenha um quarto individual, optaram por um imóvel com 4 quartos.

Contudo, após alguns anos, os filhos cresceram e deixaram a casa dos pais. Nesse momento, os atuais moradores viverão em um apartamento grande para apenas 2 pessoas. Assim, caso essa residência conte com uma planta flexível, será possível demolir algumas paredes para aumentar e valorizar a área social do imóvel.

Dessa maneira, esse apartamento se adaptará para proporcionar mais conforto ao casal para receber seus filhos e os futuros netos.

Como esse conceito funciona?

Para que uma edificação sustente apartamentos com plantas flexíveis, será necessário escolher, durante a concepção do projeto, métodos construtivos que suportam a demolição de paredes. Assim, os empreendimentos que possuem esse conceito são construídos utilizando estruturas de concreto armado.

Por meio dessa tecnologia, as cargas da edificação são normalmente suportadas por vigas e pilares. Dessa forma, as paredes trabalham apenas como divisórias dos ambientes, o que permite sua demolição sem que ocorra o comprometimento da estrutura.

Em contrapartida, existem muitos lançamentos que utilizam a alvenaria estrutural como método construtivo. Nessa situação, as paredes possuem funcionalidade estrutural, o que as torna responsáveis pela sustentação do edifício.

Assim, em construções desse tipo não é recomendado a abertura de grandes vãos. Contudo, é comum as construtoras indicarem quais paredes podem ser demolidas ou modificadas. Já que, caso uma repartição de grande importância estrutural seja removida, existe um sério risco de que a edificação colapse e sofra uma implosão.

Outra característica importante das plantas flexíveis são suas versáteis instalações prediais — como a hidrossanitária e a elétrica. Em imóveis que contam com esse conceito, é comum existirem pontos de água e elétricos extras, os quais se adaptam a algumas configurações.

Quais são suas vantagens?

Ter um imóvel ideal ao seu perfil

O grande sucesso das residências inteligentes — outro nome que é usado para os imóveis com plantas flexíveis — se deve à facilidade de adaptá-las a diferentes perfis de moradores. Com isso, com um único lançamento, a construtora consegue atender a um público variado.

Assim, ao se apaixonar por um condomínio que ofereça essa facilidade, você terá a certeza de que, independentemente do tamanho do apartamento, ele conseguirá se adequar ao seu modo de vida. Por sinal, já é comum aos novos lançamentos oferecer diferentes opções de plantas, de modo que elas proporcionem conforto a um público diversificado e em diversas fases de vida.

Ser adaptável às diferentes composições e necessidades familiares

Como é de se esperar, cada família possui suas particularidades e, consequentemente, algumas necessidades específicas. Sendo assim, ao optar por viver em um apartamento com planta flexível, você conseguirá fazer os ajustes necessários para adequar a configuração interna do imóvel.

Dessa forma, caso o morador tenha o costume de trabalhar em casa e, por isso, precisa de um escritório grande, é possível criar um espaço amplo para essa atividade, diferente do que é inicialmente oferecido. Da mesma forma, caso o casal tenha o sonho de ter um banheiro espaçoso com uma linda banheira, imóveis com plantas flexíveis permitem esse tipo de reforma.

Outro ponto positivo das residências inteligentes é adequar a distribuição dos cômodos de acordo com a composição familiar. Desse modo, será possível configurar a distribuição interna do apartamento de modo que cada morador tenha o seu espaço. Assim, a residência oferecerá mais conforto aos seus ocupantes e existirá um melhor aproveitamento da área interna.

Viver em um apartamento exclusivo

Após sofrer personalizações, um apartamento que apresenta o conceito de planta flexível se torna uma unidade diferenciada das demais do condomínio. Assim, o proprietário dessa residência terá a certeza de estar vivendo em um lugar único, feito para agradar o seu gosto e atender às suas demandas.

Portanto, para quem procura exclusividade, uma residência inteligente é a melhor opção. Já que, por dar mais liberdade ao morador para fazer sua reforma, esse tipo de imóvel permite aos residentes modificar sua composição interna, adequando-a aos desejos e necessidades de cada morador.

De qualquer forma, ao procurar a sua próxima residência, com certeza, prefira por unidades que apresentam plantas flexíveis. Assim, você terá a tranquilidade de poder morar em um apartamento que se adequará ao seu estilo de vida, o que vai lhe proporcionar mais conforto e comodidade em seu dia a dia.

Agora que você já sabe o que é o conceito de plantas flexíveis, que tal aprender um pouco mais sobre a personalização de apartamentos!